Emirados Árabes

A rica região do Golfo Pérsico tem no petróleo o principal apoio para a construção de suas incríveis cidades. Os Emirados Árabes Unidos compõe-se de sete emirados com capitais homônimas: Dubai, Abu Dhabi, Ajman, Sharjah, Fujairah, Umm Al-Qaiwain e  Ras Al-Khaimah. Com arranha-céus modernos e arrojados, inclusive uma das maiores torres do mundo, a Burj Khalifa, Dubai é o atual centro turístico do país e não para de erguer prédios. São atrações, centros de compra recheados de lojas de grife, hotéis, restaurantes, condomínios de luxo e até ilhas artificiais espalhados por largas avenidas.

Dois exemplos desta megalomania são o shopping Mall of the Emirates, que concentra aproximadamente 400 lojas, e o Ski Dubai, uma gigantesca e perfeita pista de ski indoor. O maior dos emirados, contudo, é Abu Dhabi, talvez a cidade mais dividida entre a tradição e a modernidade. Nos últimos anos, foram feitos muitos investimentos ali para tentar atrair a atenção do mundo. Bonitas praias, muitas construções imponentes e serviços de qualidade recebem turistas do mundo inteiro. Se a pedida for um passeio cultural, é de cair o queixo a magnífica Grande Mesquita Sheikh Zayed, toda adornada por dentro e com um exterior absolutamente monumental.

Dubai é o primeiro lugar que vem à mente das pessoas quando o assunto é Emirados Árabes Unidos, mas a região vai muito além de arranha-céus e ilhas artificiais. O país, na verdade, é formado por seis outros emirados além de Dubai, territórios que detêm sua própria soberania e são governados por monarquias distintas. Cada um deles tem suas próprias qualidades e todos reúnem muito da história, cultura e gastronomia do mundo árabe.

Principais cidades

Dubai, a mais famosa das cidades emiráticas, é também a capital do emirado de mesmo nome e a cidade mais populosa do país. Conhecida pelo imponente Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo, Dubai tem muito mais a oferecer do que incríveis vistas nas alturas. Lá você encontra fascinantes ilhas artificiais, museus incríveis (como o Museu Dubai), o distrito histórico de Al Fahidi (ótimo lugar para descobrir mais sobre a história do país), pode passear de barco no Dubai Creek (um riacho de água salgada de onde se pode ter uma bela vista da cidade) e muito mais.

Abu Dhabi

Abu Dhabi é a segunda maior cidade e capital do emirado de mesmo nome, assim como do país. Como capital dos Emirados Árabes, é de se esperar que concentre um grande número de recordes, assim como Dubai. A cidade é casa da torre mais inclinada do mundo, a Capital Gate, e do Palácio dos Emirados, um surpreendente hotel de luxo com 1,3 km de extensão com quartos decorados em ouro e mármore. Lá você também pode visitar a impressionante mesquita Sheikh Zayed, nome dado em homenagem a um dos fundadores do país, e até o Ferrari World, parque temático dedicado à Ferrari, onde você encontra a montanha-russa mais rápida do planeta.

Sharjah

Sharjah, ou Xarja, é a capital do emirado de mesmo nome e a terceira maior cidade do país. A cidade faz parte da região metropolitana de Dubai, mas é bem diferente de sua vizinha. Enquanto os arredores se desenvolveram com arranha-céus e edifícios modernos, o centro velho de Sharjah soube manter muito de sua história e cultura, o que inclusive a levou a ser escolhida pela UNESCO como Capital da Cultura Islâmica em 2014. Por lá, você encontra incríveis suques (mercados árabes), uma importante cidade universitária e diversos museus.

Montanhar Hajar

Os Emirados Árabes dividem essa incrível maravilha natural com Omã, o país vizinho. As Montanhas Hajar são um incrível e dramático complexo de montanhas, que garante ótimas trilhas e vistas maravilhosas. É um destino imperdível para amantes de caminhadas e natureza. É uma ótima opção também para quem gosta de observar a vida selvagem e até algumas vilas que parecem mais autênticas que todos os prédios grandiosos das grandes cidades emiradenses.

Deserto Rub’ al-Khali

Localizado principalmente nos Emirados Árabes, mas também abrangendo partes da Arábia Saudita, de Omã e do Iêmen, o Rub’ al-Khali é a maior área continua de areia do mundo, e faz parte do gigante Deserto da Arábia, que já serviu de cenário para filmes como Star Wars e Sex and the City 2. Apesar de ser conhecido como o quarto vazio, graças ao fato de que nada se desenvolve ali, suas maravilhosas dunas de areia merecem uma visita.

Jebel Hafeet

Outra das maravilhas naturais imperdíveis do país é a Jebel Haffet, que significa montanha vazia, em árabe. Talvez seja vazia em vegetação, mas certamente compensa na vista. O ponto mais alto da montanha é o segundo ponto mais alto do país e oferece uma vista espetacular dos arredores, incluindo do emirado de Al Ain e do deserto de Rub’ al-Khali. Assim como as Montanhas Hajar, a Hafeet é compartilhada com Omã, o que também garante uma pequena espiada no país ao lado.

Ajman

Ajman é nome do menor dos sete emirados que compõem o país, assim como da capital do mesmo. A cidade é muito diferente das outras da lista e ideal para quem quiser conhecer um pouco melhor do que é a vida dos emiradenses que não vivem em arranha-céus e palácios. O Museu de Ajman (foto) apresenta muito da história do país e é um ponto imperdível. Outros atrativos são as praias nunca muito lotadas, cercadas de palmeiras, e os hotéis consideravelmente mais baratos que os de Dubai ou Abu Dhabi.

Al Ain

Al Ain, também conhecida como A Cidade Jardim, é uma pequena cidade no emirado de Abu Dhabi cercada por oásis e plantações. Ao contrário da capital ou Dubai, é consideravelmente mais autêntica e atrai turistas por conta de seus patrimônios da UNESCO, museus e fortes. Os principais pontos turísticos são o Oásis Al Ain, cercado por uma enorme muralha que protege a densa vegetação, o Zoológico de Al Ain, o Mercado de Camelo e o Forte Al Jahili (foto).

Fujairah

A cidade de Fujairah, capital do emirado de mesmo nome, é o centro comercial do país, e apesar de não ostentar em magníficos edifícios ou enormes conjuntos históricos, também merece uma visita, nem que de um dia só. Seus principais atrativos são a Grande Mesquita Sheikh Zayed (foto) e o Forte de Fujairah, construído no século 16, hoje acompanhado de um museu.